Campanha alerta para a importância dos primeiros mil dias de vida

8 meses atrás 221

“Primeiros Anos a Nossa Prioridade” é o mote de uma campanha que visa recordar a importância dos primeiros mil dias de vida de uma criança. Desenvolvida pela Fundação Nossa Senhora do Bom Sucesso (FNSBS), alerta para o facto de estes primeiros anos serem oportunidades únicas em termos de formação física, mental e emocional, com consequências no bem-estar, na saúde, na aprendizagem e até na empregabilidade.

Por isso mesmo, além de alertar, a campanha visa elaborar um conjunto de propostas concretas para que Portugal possa reforçar as medidas orientadas para o estímulo e apoio ao desenvolvimento infantil. Estas propostas serão divulgadas em Setembro.

«Apesar das evidências científicas, os primeiros anos de vida recebem relativamente pouca atenção na sociedade e nas políticas públicas. Melhorar esta realidade só será possível mediante a promoção de uma maior consciência sobre a importância do desenvolvimento infantil junto da sociedade em geral e é esse o nosso objectivo com a campanha», explica Paula Nanita, do conselho executivo da FNSBS.

Além de Portugal, outros oito países europeus estão a promover iniciativas no mesmo sentido, integradas no movimento “First Years First Priority”. Todos têm com missão influenciar investimentos e políticas públicas e garantir as melhores condições para as crianças dos zero aos seis anos.

Em Portugal, a campanha conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e com a parceria da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ), Instituto de Apoio à Criança (IAC), Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade(CNIS), União das Misericórdias Portuguesas(UMP), UNICEF Portugal, Associação de Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo (AEEP), Associação de Profissionais de Educação de Infância (APEI), Fundação Brazelton/Gomes Pedro, Fundação do Gil e Fundação Aga Khan. Há ainda outras entidades com adesão em curso.

Todas estas organizações fazem parte da Coligação Nacional criada pela FNSBS para partilhar informação relativamente ao que já foi feito e ao que falta fazer.

«Dar visibilidade a parceiros que têm acção e reflexão sobre a importância dos primeiros anos de vida parece-nos ser a melhor forma de inspirar e disseminar conhecimento junto de toda a sociedade. Esperamos em breve contar com muitas mais entidades, pois só assim conseguiremos atingir os nossos objectivos», acrescenta Paula Nanita.

pub

Ler artigo completo